ACOMPANHE NAS REDES:

Notícias

Governo Federal reedita medida criada por Eduardo no Ministério de Minas e Energia

Foto: Wagner Cunha

Governo Federal reedita medida criada por Eduardo no Ministério de Minas e Energia
07/02/2020
 
 
Está em vigor, desde a última quinta-feira (06/02), o programa Mais Luz para a Amazônia, do Governo Federal, que pretende universalizar a distribuição de energia elétrica na Amazônia Legal.  A região compreende a totalidade dos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, além de parte do Maranhão. 
 
A medida se assemelha a uma iniciativa adotada pelo senador Eduardo Braga (MDB/AM) quando esteve à frente do Ministério de Minas e Energia (MME), entre 2015 e 2016. Foi dele a ideia, regulamentada por meio de um decreto presidencial (8.493, de 15 de julho de 2015), de facilitar o acesso das áreas mais remotas do país, em especial as localizadas na região amazônica, ao programa Luz para Todos. 
 
 
Por meio desse decreto, Eduardo conseguiu, por exemplo, assegurar os investimentos necessários para a construção de 87 usinas termelétricas no interior amazonense. De acordo com informações da Amazonas Energia, 53 delas já estão em operação, e as 34 restantes serão entregues até junho deste ano. 
 
 
“Nossa missão no MME de tornar o setor elétrico mais seguro e confiável, especialmente no Amazonas, está sendo levada adiante. Sinto-me feliz ao constatar que, aos poucos, deixamos para trás as velhas máquinas e contamos, agora, com modernos sistemas automatizados”, afirmou o senador. 
 
 
No segundo semestre de 2019, o senador visitou a usina de Manaquiri, na Região Metropolitana de Manaus. A nova estação gera 8.050 kilowatts, 50% além do que os mais de 4, 9 mil consumidores necessitam. “Por décadas, o município foi obrigado a conviver com a má qualidade nos serviços de energia. Isso, finalmente, acabou”, disse, na época, o prefeito Jair Souto. 
 
 
Entre outros municípios que já contam com energia extra, estão Ipixuna, Envira, Jutaí, Boca do Acre, Lábrea, Tapauá, Maraã, Novo Airão, Uarini, Alvarães, Tefé, Coari, Codajás, Caapiranga, Beruri, Manacapuru, Autazes, Itacoatiara, Maués, Boa Vista do Ramos, Urucará e São Sebastião do Uatumã. 
 
 
Urucurituba, Parintins, Barreirinha, Barcelos, Borba e Manicoré, entre outros municípios, já contam com usinas em funcionamento, mas ainda aguardam outras para entrarem em operação. 
 


Assessoria de imprensa 
 

Destaques

Coligação União Pelo Amazonas - PMDB • PR • Solidariedade • PCdoB • PTB • PSDC